quarta-feira, 9 de junho de 2010

PROJETO DE INFORMÁTICA - ED. INFANTIL E ANOS INICIAIS





A INFORMÁTICA EDUCATIVA COMO FERRAMENTA DE ENSINO, NA EDUCAÇÃO INFANTIL E NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL


INTRODUÇÃO
O presente projeto focaliza o uso dos recursos tecnológicos na educação como ferramenta de ensino, na Educação Infantil e nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental, pois, sabemos que o contato com a inovação que a tecnologia proporciona, não é somente acesso aos meios, mas fundamentalmente, à informação de como utilizar esses meios para potencializar conhecimentos.
O presente projeto tem por objetivo a necessidade atual de construir novas estratégias de criação e produção de novos saberes e práticas de ensino com a introdução dos recursos tecnológicos no cotidiano escolar adequadas à realidade do contexto.
Assim, são utilizados para o desenvolvimento dos trabalhos softwares, sites e programas adequados a cada Ano Escolar, com objetivos e metodologias também diferenciados.


Educação Infantil – Pré B e 1º Ano do Ensino Fundamental

Objetivo Geral: A informática terá como objetivo a alfabetização tecnológica, através do manuseio da máquina, e do aprendizado de suas possibilidades de acordo com o desenvolvimento intelectual e motor da criança.
Objetivos Específicos: Desenvolver a atenção, a percepção e a motricidade, requisitos importantes para o seu desenvolvimento intelectual, e a coordenação motora, para que o aluno possa adquirir controle manual no uso do equipamento.
Metodologia: Será de acordo com o planejamento do professor regente, utilização de softwares e programas compatíveis com esse aprendizado, procurando atender as necessidades individuais do aluno.


2º Ano do Ensino Fundamental

Objetivo: A informática terá como objetivo a alfabetização lecto-escrita, raciocínio lógico, o uso do equipamento, assim como o desenvolvimento da atenção, memória, percepção e criatividade.
Metodologia: Será de acordo com o planejamento do professor regente, utilização de softwares e programas compatíveis com esse aprendizado. Uso de material didático, para digitação de palavras e frases, trabalhadas em sala de aula, assim como outras atividades que se fizerem necessárias.


3º Ano do Ensino Fundamental

Objetivo: A informática terá como objetivo levar o aluno ao conhecimento dos recursos disponíveis da máquina, possibilitando assim, desenvolver a atenção, criatividade, percepção do uso correto da ortografia, acentuação, parágrafo e outros.
Metodologia: Será de acordo com o planejamento do professor regente, utilização de softwares, sites e programas compatíveis com esse aprendizado, assim como, a utilização material didático, para digitação de pequenos textos criados e trabalhados em sala de aula, jogos pedagógicos, desenhos e pinturas. Organização de cartazes e murais com os trabalhos impressos.


4º Ano do Ensino Fundamental

Objetivo: A informática terá como objetivo levar o aluno ao domínio dos recursos disponíveis na máquina, oportunizando assim sua autonomia e criatividade na realização das atividades propostas, levando-o a buscar alternativas que o impulsione a desenvolver suas potencialidades e conhecimentos.
Metodologia: Será de acordo com o planejamento do professor regente, utilização se sites, softwares e programas compatíveis com esse aprendizado, assim como a utilização de material didático, para produção e digitação de textos, criados e trabalhados em sala de aula, trabalhos em grupo, pesquisas e jogos pedagógicos. Organização de murais e cartazes, com os trabalhos impressos.


RESULTADOS

Pode-se inferir que o uso do computador despertou um maior interesse por parte dos alunos, de acordo com suas falas e também na constatação por parte dos professores regentes, da melhora na aprendizagem, principalmente no que se refere a escrita ortográfica e na produção de textos.
Com este projeto de ensino, busca-se construir novas estratégias de criação e produção de novos saberes e práticas de ensino, utilizando a informática no cotidiano da escola. Assim, conclui-se que o uso do computador possibilita integração ao trabalho didático e um maior interesse pelos conteúdos, pois os alunos se sentem mais motivados para criarem seus textos, pelas várias possibilidades de recursos que a máquina possui. Fato este que aumenta o interesse pela escrita, pela ortografia e desenvolve o raciocínio, a atenção, a percepção e a criatividade.
Em função da enorme potencialidade para o desenvolvimento cognitivo dos educandos, os métodos de ensino terão de se adaptar a essa nova ferramenta auxiliar no processo de ensino/aprendizagem.


BIBLIOGRAFIA

ALMEIDA, Maria Elizabeth. ProInfo - Informática e formação de professores. Brasília: Parma, 2000.

BERTÓIA, Edy Maya. Plano Político Pedagógico. Santa Maria: E.M.E.F, 2007.

FREIRE, Fernanda Maria Pereira e VALENTE, José Armando. Aprendendo para a vida: os computadores em sala de aula. São Paulo: Cortez, 2001.

FREIRE, Paulo e SHOR, Ira. Medo e Ousadia – O Cotidiano do Professor. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1986.

LAPLATINE, F. Aprender Antropologia. São Paulo: Brasiliense, 2003.

MENEZES, Eliana da Costa Pereira de. Informática e Educação Inclusiva: discutindo limites e possibilidades. Santa Maria: Ed. da UFSM, 2006.


Autora: Ladi da Silva Mayer – Bacharel e Licenciada em Desenho e Plástica (UFSM); Especialista em Informática na Educação (UNIFRA). E-mail: ladimayer@yahoo.com.br.

Um comentário:

  1. Boa Tarde!
    Excelente projeto, parabéns. Minha esposa está citando-o como exemplo de um projeto bem elaborado em um curso da IFSUL que está fazendo. Muito obrigado por compartilhar o seu conhecimento.

    ResponderExcluir